.comment-link {margin-left:.6em;}

terça-feira, maio 31, 2005

 

Ele anda, realmente, por aí!

Foi essa a promessa feita por Santana Lopes, na sua despedida no último Congresso do seu Partido.

Desta vez, ele quer que, o Dr. Vítor Constâncio, Governador do Banco de Portugal, faça um relatório às contas de 2004, seguindo os mesmos critérios no relatório apresentado oficialmente ao Governo actual.

E, porquê? Porque, segundo diz, o P.S. já antevia, antes das eleições legislativas, que o défice era superior a 5,1 %.

Ora bem: em primeiro lugar, não deve Vítor Constâncio qualquer obdiência ou mesmo colaboração a quem já não é nada na política portuguesa. Em segundo lugar, prever o P.S. um défice maior do que o governo de Santana Lopes dizia ser – é uma coisa – outra, bem diferente é haver uma Comissão, oficializada e dirigida por um dos mais distintos economistas portugueses, Vítor Constâncio, que faça os estudos, os calculos e venha a cifrar o défice em 6,83 %!

Era, na verdade, bom que Santana Lopes “andasse por aí”, mas caladinho, sem pretender fazer ondas, o que só fragilizará cada vez mais o seu já tão abalado crédito político.

Luís de Melo Biscaia

Comments:
Caro democrata, afirmar que a oposição se deve calar não lhe fica bem, além de poder parecer que a teme.
Já agora, questiono-o sobre o silêncio, nos blogs e na imprensa, em relação ao que se está a passar no Galante. Espero que não tenha deixado de ser uma sua preocupação, até pelo ruído que provoca a partir das 7 da manhã.
 
Keep up the good work
» »
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?