.comment-link {margin-left:.6em;}

segunda-feira, junho 20, 2005

 

Ainda o funeral de Álvaro Cunhal

Foi, na verdade, grandioso o cortejo fúnebre desse político comunista.
Ali se reuniram muitos milhares de pessoas, umas militantes ou simpatizantes do P.C.P., que foram mobilizadas pelo partido de norte a sul do país, outras que não tendo nenhuma daquelas qualidades, quiseram prestar homenagem à coragem, à coerência e à capacidade de sacrifício que Cunhal teve para ser fiel à ideologia que, ainda jovem, começou a defender.
Mesmo os seus adversários políticos, aqueles que combateram o seu projecto para Portugal, idêntico ao que, durante alguns anos, se tentou realizar, sem êxito contudo, nos países de Leste - mesmo muitos desses incorporaram na grande manifestação fúnebre, revelando assim o propósito de reconhecer publicamente as qualidades de verticalidade e de honestidade política de Álvaro Cunhal. Este, de invulgar inteligência,de boa preparação académica e intelectual, podería ter sido um bom profissional e ter uma vida cómoda.
Preferiu, em ordem ao ideal que escolheu, levar uma vida muito difícil, juntando a sua voz às dos mais desfavorecidos e explorados.
Apesar de se discordar frontalmente das ideias e posições políticas de Cunhal, o certo é que não se pode deixar de respeitar quem, embora com muitos erros e aceitando muitas atitudes condenáveis que o comunismo praticou nos países onde tentou instalar-se, agiu profundamente convencido, como estava,de que era preciso lutar com coragem e determinação por uma maior justiça social, uma maior igualdade e solidariedade, combatendo o capitalismo selvagem que é sempre fonte de exploração do homem pelo homem.
A homenagem que muitos prestaram na morte de Álvaro Cunhal,não sendo nem comunistas nem simpatizantes, surgiu, sim, em atenção aos méritos incontestáveis de um cidadão que se dedicou inteiramente a uma Causa que julgava ser a melhor, a justa.

Comments:
This is very interesting site... »
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?