.comment-link {margin-left:.6em;}

quarta-feira, novembro 23, 2005

 

Como vai ser o Natal?

Com excepção de algumas famílias em que o dinheiro, o bem estar e até o luxo não faltam, grande parte dos portugueses passarão o Natal com muitas dificuldades económicas.
São muitos os desempregados, são bastantes também os que usufruem baixas pensões de reforma e os que não têm sequer tecto que os cubra.
São, pois, muitos mesmos os que não podem proporcionar às suas famílias uma ceia, embora modesta, nem podem mimar os filhos com brinquedos ou guloseimas, ainda que de baixo preço.
Há muitos idosos que vivem sozinhos, quantos deles acamados, e há muitas crianças a quem não é proporcionado qualquer conforto nem agasalho ou comida.
Claro que, como é habitual na época de Natal aparecem várias instituições que tentam acudir o mais possível às necessidades dos carenciados, mas não podem satisfazer todos.
No entanto, bastaria que cada um dos que vivem razoavelmente se lembrasse que talvez bem perto de si há quem precise de auxílio para poder passar uma noite de Natal sem ter que enfrentar, como normalmente, a tristeza própria da miséria ou a falta de afecto e calor humano.
A solidariedade que devemos uns aos outros e, principalmente, a quem mais precisa dela acentua-se nesta quadra do ano, mas logo alguns a esquecem depois, para viverem apenas no seu egoísmo, o seu individualismo, as suas ambições de riqueza, os prazeres da vida, por vezes tão dispendiosos!
Até quando as diferenças sociais e económicas, que teimam em não desaparecer, mas antes em tornarem-se mais profundas?!
Até quando a despreocupação, a indiferença quanto ao que vai acontecendo aos outros menos privilegiados?!
Se se pensasse que Natal, como costuma dizer-se pode e deve ser todos os dias o dever de solidariedade e justiça concretizava-se com mais frequência.
Muitos vivem o Natal apenas como período de festas, de trocas de prendas, de bons repastos, etc, etc.
Mas um Natal efectivamente bem vivido exige mais, exige que pensemos nos outros que pouco ou nada têm e a quem podemos e devemos ajudar.

Comments:
Cool blog, interesting information... Keep it UP »
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?