.comment-link {margin-left:.6em;}

segunda-feira, dezembro 26, 2005

 

A mensagem de Natal do Primeiro-Ministro

A alocução feita por José Sócrates foi muito equilibrada e convincente.
Para além de fazer sucintamente uma apreciação das políticas desenvolvidas no ano de 2005 e que tiveram que propor aos portugueses sacrifícios, como forma de vir a ser possível um futuro melhor.
O país para entrar no caminho do progresso, precisa de mudanças, que não poderão ocorrer de um dia para o outro.
A José Sócrates e ao seu governo não faltarão, como foi dito, coragem e determinação nas medidas a tomar, ainda que impopulares, para vencer as muitas dificuldades existentes em vários sectores.
O Primeiro-Ministro mostrou-se, porém, optimista quanto ao futuro, sentindo a esperança de que Portugal “ se aproxime do nível de vida dos países mais desenvolvidos da Europa”.
Não esqueceu de fazer uma referência aos imigrantes, dizendo que tudo se fará no sentido de lhes proporcionar uma vida mais digna.
Disse ainda, e bem, que “ este não é o melhor momento para estar no governo”, mas isso não deixará de sentir honra em servir o país, tentando que nele haja “ mais solidariedade sobretudo para os mais desfavorecidos, os desempregados, os doentes e os que vivem na solidão”.
Sócrates teve uma boa presença na televisão nesta sua alocução de Natal.

Comments:
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?