.comment-link {margin-left:.6em;}

terça-feira, março 21, 2006

 

No combate dos fogos florestais haja quem se entenda

O Presidente da Liga Portuguesa dos Bombeiros veio a público dizer que, ao contrário do que devia ter sido feito aquela Liga não foi ouvida pelo Governo quanto à coordenação que se torna necessária entre os bombeiros e a GNR no ataque aos fogos florestais.
Mais: tendo conhecimento de que a GNR só intervirá na primeira fase dos incêndios ocupando-se os bombeiros da fase final, vem aquela Liga discordar desse método de acção, pois como diz “ quem retira logo no princípio não sofre o ónus de qualquer inêxito”.
Quer dizer que está longe ainda de haver um entendimento quanto à forma ou método de actuação entre aqueles a quem o Governo deseja que intervenham nos fogos.
Ora, é urgente esse entendimento, porque o tempo passa rapidamente e não pode chegar-se à época dos fogos havendo quezílias entre os que devem entrar no difícil combate aos fogos.
Se é certo que o Governo vai dispor de mais e melhores meios aéreos para aquele fim, também é certo que tal não bastará, pois será sempre precisa a melhor eficácia de quem está no terreno.
E essa eficiência só se alcançará com uma boa coordenação entre os que têm a tarefa de lutar contra os fogos.

Comments:
Enjoyed a lot! » »
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?